quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Edital concurso TRE RJ 2017: edital para seleção de técnicos e analistas


 

Concurso TRE-RJ 2017: sai edital para técnico e analista


Acabou a espera! Saiu nesta quarta-feira, dia 30, o edital do concurso TRE-RJ 2017. As vagas são para técnicos e analistas, com remunerações de R$7.260,41 e R$11.345,90, respectivamente. Pode participar da seleção do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro quem possui os níveis médio, médio/técnico ou superior.

Os selecionados terão estabilidade no cargo, pelo regime estatutário de contratação. O documento foi liberado no Diário da Justiça Eletrônico do TRE-RJ de quinta, 31, antecipado no site do TRE-RJ na noite desta quarta, 30.


São oferecidas 11 vagas imediatas, conforme previsto, número que pouco importa, já que o TRE-RJ aproveitará bastante o cadastro de reserva, como disse a presidente do órgão, desembargadora Jacqueline Montenegro. Prova disso é que até 1.900 aprovados formarão o cadastro de reserva.

Os destaques do concurso são os cargos de técnico da área administrativa (nível médio e R$7.260,41), com sete vagas e 600 no cadastro de reserva, e analista administrativo (superior em qualquer área e R$11.345,90), com 400 no cadastro.

Há ainda duas vagas de analista judiciário (bacharéis em Direito e R$11.345,90), uma de analista da medicina do trabalho e uma de analista de psicologia clínica (graduados e R$11.345,90). Estão confirmados também no edital os cargos de técnico de enfermagem, técnico de operação de computadores e técnico de programação de sistemas (médio/técnico e R$7.260,41).

No caso dos graduados, haverá chances ainda para analista de análise de sistemas e de medicina de clínica geral (graduados nas áreas e R$11.345,90). Para essas funções haverá apenas formação de cadastro de reserva, para ser utilizado durante o prazo de validade do concurso, de dois anos, podendo dobrar.

Inscrições no concurso TRE-RJ 2017

 
As inscrições serão abertas às 14h da próxima quarta-feira, dia 6 de setembro, no site da Consulplan, podendo ser efetuadas até o dia 28 do mesmo mês.

Após confirmar o cadastro, você não pode esquecer de pagar, em qualquer agência bancária, a taxa, de R$60 para técnicos e R$70 para analistas. Se você é de família de baixa renda, inscrito no CadUnico, não precisará quitar o valor.

Basta solicitar a isenção na página eletrônica da organizadora. Os pedidos devem ser feitos das 14h do dia 6 de setembro às 23h59min do dia 15 de setembro de 2017.

O resultado preliminar dos pedidos de isenção sairá em 20 de setembro, cabendo recursos nos dias 21 e 22. A lista final de isentos sairá em 27 de setembro.

O tribunal também receberá inscrições presencialmente. O atendimento será feito no Centro Municipal de Artes Calouste Gulbenkian, na Rua Benedito Hipólito, 125, Praça Onze, Centro do Rio de Janeiro.

Nesse caso, os interessados deverão comparecer em dias úteis, das 9h às 18h. Excepcionalmente no dia 6 de setembro, quando serão abertas as inscrições, os cadastros poderão ser feitos a partir das 14h, seguindo o edital. O TRE-RJ reserva vagas para negros (20%) e deficientes (5%), conforme determina a legislação.

Provas do TRE confirmadas para novembro


Os candidatos do concurso do TRE-RJ serão avaliados por meio de prova objetiva e redação, com exceção dos técnicos de áreas especializadas e analistas, que, em vez da redação, realizarão estudo de caso, com duas questões.

A preparação para esse concurso deve ter muito empenho e sacrifícios, conforme orientou a presidente do TRE-RJ, desembargadora Jacqueline Montenegro, pois a concorrência será grande.

A objetiva, com 65 questões, está marcada para 26 de novembro. Pela manhã, das 8h às 12h30, realizarão as provas os candidatos a analista.

À tarde, das 14h30 às 19h, será a vez dos concorrentes a técnico serem avaliados. Pelo fato de as provas acontecerem em horários diferentes, há possibilidade de dupla concorrência no concurso.

Será aprovado na objetiva quem conseguir seis pontos em Conhecimentos Gerais (peso um) e seis em Conhecimentos Especificos (peso três). A nota final será o resultado da média ponderada das notas das duas partes, com os pesos um e três.

Na redação e no estudo do caso estará apto quem conseguir pelo menos seis pontos. A nota final do concurso será resultado da média aritmética ponderada das notas das provas de Conhecimentos Gerais (peso um), Conhecimentos Específicos (peso três) e discursiva (redação ou estudo de caso, com peso dois). Para ser aprovado, o candidato precisará de pelo menos seis pontos.

Como será a prova objetiva?


Das 65 questões objetivas, 25 serão de Conhecimentos Gerais (peso um) e 40 de Conhecimentos Específicos (peso 3). As disciplinas da objetiva variam de acordo com o cargo.

Para o técnico da área administrativa, a parte de Conhecimentos Gerais versará sobre Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa, Noções de Informática, Normas Aplicáveis aos Servidores Públicos Federais (Lei 8.112/90; Lei 8.429/1992 e Lei 9.784/1999), Regimento Interno do TRE/RJ, Código de Ética do TRE/RJ, Noções de Gestão Estratégica, de Projetos e de Processos, Noções de Sustentabilidade, Estatuto da Pessoa com Deficiência e Arquivologia.

Na parte específica, as matérias serão Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Eleitoral, Administração Pública, Direito Civil e Direito Processual Civil. As duas últimas são novidades quando comparadas com o projeto basico do concurso.

O analista da área administrativa, por sua vez, terá na parte de Conhecimentos Gerais as mesmas disciplinas, com exceção de Arquivologia.

Na parte específica será cobrado Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Eleitoral, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Penal, Direito Processual Penal, Administração Geral e Pública, Administração Orçamentária e Financeira e Orçamento Público. As duas questões do estudo de caso serão sobre Direito Constitucional, Administrativo e/ou Eleitoral.

Veja, abaixo, o número de questões por cargo e grupo de prova:

Cargo / Composição das Provas / Número de Questões
  • Analista Judiciário Conhecimentos Gerais (P1) 25
  • Analista Judiciário Conhecimentos Específicos (P2) 40
  • Analista Judiciário Estudo de Caso (P3) 2
  • Técnico Judiciário (Área Administrativa) Conhecimentos Gerais (P1) 25
  • Técnico Judiciário (Área Administrativa) Conhecimentos Específicos (P2) 40
  • Técnico Judiciário (Área Administrativa) Redação (P3) 1
  • Técnico Judiciário (Apoio especializado) Conhecimentos Gerais (P1) 25
  • Técnico Judiciário (Apoio especializado) Conhecimentos Específicos (P2) 40
  • Técnico Judiciário (Apoio especializado) Estudo de Caso (P3) 2

Como o TRE-RJ cobrará a redação e o estudo de caso?


A redação do concurso do TRE-RJ será aplicada apenas aos candidatos a técnico da área administrativa. Os concorrentes deverão escrever um texto do tipo dissertativo, de 20 a 30 linhas.

Já o estudo caso será proposto aos interessados nos cargos de técnico de áreas especializadas e analistas. Serão duas questões, cujas respostas deverão ter até 20 linhas.

Os temas da redação e estudo de caso serão escolhidos pela banca. Entretanto, em ambos os casos deverão ser relacionados aos Conhecimentos Específicos do cargo em disputa.

Está com medo da redação do TRE-RJ e não sabe como estudar? Confira as dicas da professora Vivian Barros. Com elas, você vai entender como é uma prova de redação da Consulplan e como se preparar para ela.

Até 1.900 aprovados no cadastro de reserva


O cadastro de reserva será bastante utilizado para suprir saídas por aposentadorias, rotineiras na instituição. Prova disso foi o último concurso do órgão, em 2012, quando 141 novas vagas surgiram justamente em virtude das aposentadorias. Confirma essa ideia o alto número de aprovados que poderão figurar no cadastro de reserva. No total, até 1.900 aprovados poderão ser contratados. Veja tabela.

Cargo / Ampla concorrência / Pessoas com deficiência / Negros
  • Analista Judiciário/Área Judiciária Até a 400ª posição Até a 320ª posição Até a 80ª posição
  • Analista Judiciário/Área Administrativa Até a 400ª posição Até a 320ª posição Até a 80ª posição
  • Analista Judiciário/Apoio Especializado/Análise de Sistemas Até a 100ª posição Até a 80ª posição Até a 20ª posição
  • Analista Judiciário/Apoio Especializado/Medicina Clínica Geral Até a 50ª posição Até a 40ª posição Até a 10ª posição
  • Analista Judiciário/Apoio Especializado/Medicina do Trabalho Até a 50ª posição Até a 40ª posição Até a 10ª posição
  • Analista Judiciário/Apoio Especializado/Psicologia Até a 50ª posição Até a 40ª posição Até a 10ª posição
  • Técnico Judiciário/Apoio Especializado/Enfermagem Até a 50ª posição Até a 40ª posição Até a 10ª posição
  • Técnico Judiciário/Apoio Especializado/Operação de Computadores Até a 100ª posição Até a 80ª posição Até a 20ª posição
  • Técnico Judiciário/Apoio Especializado/Programação de Sistemas Até a 100ª posição Até a 80ª posição Até a 20ª posição

Muitos benefícios e bom plano de cargos


Além da estabilidade empregatícia, garantida pelo regime estatutário, o TRE-RJ oferece aos seus servidores auxílios-alimentação, de R$884, e transporte, além de assistências médica e odontológica e pré-escolar (dependentes de até cinco anos). O plano de cargos do TRE-RJ prevê ainda promoções anuais e a possibilidade de chegada ao ápice da carreira em 13 anos.

Soma-se a isso as boas possibilidades de ocupação de cargos de chefia. Exemplo disso é o analista do TRE-RJ, Claudio Kienteca, 33 anos, que também já foi técnico do órgão. Em quatro anos de tribunal, ele já ocupou cargos de chefia. Os tribunais regionais eleitorais ainda contam com um sistema previdenciário diferente. Entenda!

Reajustes salariais confirmados até 2019. Confira valores!


Também destacam-se os reajustes salariais já confirmados para os cargos. Até 2019, os ganhos dos técnicos chegam a R$8.475,37, e os do analista a R$13.339,30. Confira todos os valores abaixo!

Técnico judiciário

✓ Junho de 2017 – R$7.260, 41
✓ Novembro de 2017 – R$7.592,53
✓ Junho de 2018 – R$7.746,73
✓ Novembro de 2018 – R$7.964,21
✓ Janeiro de 2019 – R$8.475,37

Analista judiciário

✓ Junho de 2017 – R$11.345,90
✓ Novembro de 2017 – R$11.890,83
✓ Junho de 2018 – R$12.143,81
✓ Novembro de 2018 – R$12.500,61
✓ Janeiro de 2019 – R$13.339,30

Lotação na Região Metropolitana e interior


O TRE-RJ tem mais de 250 zonas eleitoras em todo o Estado do Rio de Janeiro. A maioria está na Região Metropolitana, na capital fluminense, Niterói, Duque de Caxias e São Gonçalo, na Baixada Fluminense. A maioria dos aprovados deverá ser lotada nesses locais pois há grande carência de pessoal.

No interior, em cidades como Campos dos Goytazaces, no Norte Fluminense e Macaé, no Sul Fluminense, também há necessidades, com aprovados indo trabalhar nesses locais. A escolha das lotações fica a critério do tribunal. O órgão, porém, tenta unir interesse dos classificados e do TRE-RJ, dando a possibilidade de os candidatos informarem as melhores alternativas de lotação, antes das convocações.





Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 Notícias maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários: