quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Concurso INSS 2018: sindicalistas cobram seleção para INSS em 2018 e nomeações de seleção válida



 

Sindicalistas cobram concurso INSS 2018 e nomeações de seleção válida


O INSS ainda estuda quantas vagas pedirá ao Ministério do Planejamento para o concurso INSS 2018. Enquanto isso não acontece, os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social reivindicam a chamada de aprovados do concurso INSS 2015, válido até 5 de agosto do ano que vem, e uma nova seleção.

A necessidade de pessoal na autarquia foi discutida em reunião, no início deste mês, entre a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS) e o presidente do INSS, Leonardo de Melo Gadelha.

No relatório do encontro, divulgado no último dia 16, o presidente do INSS, Leonardo Gadelha, foi questionado sobre a realização de novos concursos. Ele informou que, por enquanto, a autarquia vem investindo no INSS Digital, "tentando melhorar a resolutividade da demanda através da digitalização”. Por isso, o pedido ainda não foi encaminhado.



Aposentadorias exigem nomeações e concursos


Apesar disso, os servidores do INSS seguem na luta por mais nomeações e concursos, na visão deles, inevitáveis. Segundo ofício elaborado pela confederação, "é grave a situação do contingente de pessoal no INSS, para o atendimento da demanda diária por serviços em suas unidades, tanto de atendimento ao público, quanto administrativas".

A justificativa desse parecer é o crescente número de pedidos de aposentadorias, em virtude da reforma da previdência anunciada pelo governo federal. Ainda segundo a CNTSS, as consequências da falta de servidores são "o aumento do adoecimento no trabalho, em função da sobrecarga de atividades".

Diante desse cenário, a confederação solicita ao Planejamento "a chamada, em sua totalidade, dos classificados no último concurso do INSS (800 técnicos do seguro social e 150 analistas do seguro social)", bem como a autorização de novo concurso público para o INSS, recompondo a estrutura do quadro de servidores, tanto no atendimento ao público, quanto para a área administrativa, responsáveis por manter em funcionamento a prestação dos serviços públicos aos usuários da Previdência Social".

Para justificar com dados os pedidos, a CNTSS informa que "o cenário é de aproximadamente 34% do quadro de servidores do INSS em abono de permanência". Também de acordo com a confederação, "efetivada a aposentadoria, o INSS entrará em colapso, sem condições de atender à população e aos órgãos de controle."

A reportagem procurou o INSS, questionando-o sobre o encaminhamento do pedido de concurso ao Planejamento. Apesar de tamanha carência de pessoal, a Assessoria de Imprensa do órgão informou que "não há previsão de novo concurso, nem de encaminhar novo pedido, já que o último foi prorrogado até o ano que vem'.





A última posição oficial do órgão sobre o tema, antes dessa, foi que "o INSS finalizava estudos (sobre o concurso), que ainda não seguiram para o Ministério do Desenvolvimento Social".

Do concurso INSS 2015, falta ao Ministério do Planejamento autorizar a convocação de 200 técnicos, cumprindo a oferta de vagas prevista em edital. O presidente Leonardo Gadelha já informou, porém, que pretende convocar os excedentes. Para isso, contudo, o Planejamento precisa autorizar a contratação do adicional de 50% das vagas (475). Se aprovado, o instituto contrataria 475 aprovados (400 técnicos e 75 analistas).



Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 Notícias maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários: