quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

TJ-SP: Confira dicas de Estudo de Matemática




Está confirmado pelo presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), desembargador Paulo Dimas Bellis Mascarettio, o novo concurso público para escrevente técnico judiciário na capital e Grande São Paulo. A oportunidade é destinada aos candidatos que possuem nível médio completo. A remuneração inicial é R$5.697,18, já com salário de R$4.473,16, auxílio-alimentação de R$42 por dia (R$924 na média de 22 dias) e auxílio-saúde de R$300.


Dando continuidade às Dicas de Estudo do concurso público, essa semana seguimos falando sobre a temida Matemática. E para ajudar você a compreender melhor como essa disciplina deve ser aplicada e estudada, preparou este artigo junto com o docente Arthur Lima, que leciona no curso preparatório Estratégia Concursos.




No último edital foram cobradas as disciplinas Matemática e Raciocínio Lógico, cada uma com 10 questões na prova. Ou seja, juntas essas disciplinas tiveram um peso bastante significativo na nota final. Isso mostra que os candidatos que pretendem ingressar no TJ/SP no concurso de 2017 precisam dar uma atenção bastante especial às disciplinas de exatas. De acordo com Arthur, vale dizer que esta tendência vem se mantendo nas provas mais recentes do TJ/SP e da banca VUNESP, que é a organizadora tradicional deste certame. Ele diz que recentemente esta banca aplicou duas provas, uma para a Polícia Militar de São Paulo e outra para o Tribunal de Justiça Militar de São Paulo, e em ambas as disciplinas de Matemática estiveram presentes
Veja também:

Dicas de Estudo de Direito Constitucional - TJ/SP


O professor explica também que o conteúdo de Matemática e Raciocínio Lógico pode ser resumido nas seguintes expressões principais: 1) Conjuntos Numéricos, 2) Proporção e Porcentagem, 3) Média, 4) Juros, 5) Equações, 6) Geometria, 7) Estruturas Lógicas e 8) Lógica de Proposições. Estes são, portanto, os oito assuntos que o candidato deve estar dominando para enfrentar com tranquilidade as provas da VUNESP. Além disso, ele ressalta que o tópico 7 (estruturas lógicas) não exige que o candidato se preocupe com teoria. "Neste ponto o ideal é que o candidato vá direto para a resolução de questões, e procure trabalhar muitos exercícios anteriores da VUNESP. Isto porque, como temos observado, os modelos de questões vão se repetindo com pequenas alterações. Quanto aos demais tópicos do edital, faz-se necessário o estudo teórico antes da resolução de questões", conclui.

Entretanto, este estudo teórico deve ser bastante objetivo, focado no que realmente é cobrado nas provas de concurso. Isto porque materiais acadêmicos, ou mesmo materiais focados em vestibulares ou ENEM, tendem a abordar esses assuntos de forma mais detalhada e aprofundada do que efetivamente é cobrado nas provas da VUNESP.

No que se refere ao tema Média, por exemplo, as questões da banca costumam ser muito diretas, exigindo apenas que o candidato conheça a forma mais simples de cálculo da média aritmética e da média ponderada. Da mesma forma, questões de Geometria costumam ficar restritas ao cálculo de áreas, volumes e perímetros simples, como o triângulo, o retângulo, o quadrado, a esfera, o cubo e o paralelepípedo. E as questões sobre juros costumam ser meras aplicações das fórmulas básicas.


É necessário cadastrar seu e-mail abaixo para visualizar os arquivos e ter acesso completo ao conteúdo!

Cadastre eu e-mail para receber, atualizações, visualizar os arquivos e ter acesso completo ao conteúdo! 




Serviço:


Lista de Aprovados – Aqui
Gabarito do Concurso Aqui
Resultado Divulgado – Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 Notícias maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários: