terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Deputado Celso Pansera sai em defesa de concurso para a ANS



Não são apenas os sindicatos que se mobilizam para a abertura do concurso ANS 2017, para analista administrativo e especialista: no Legislativo também há gente lutando por essa causa.

O deputado federal Celso Pansera (PMDB), por exemplo, frisou em entrevista que pretende fazer a sua parte nesse sentido. "Vou pedir o apoio do líder da bancada do PMDB para tratar desse assunto com o governo", garantiu.

Quer saber o que mais ele falou? Leia a seguir


Questionado se iria elaborar um requerimento de informações para ser enviado ao Ministério do Planejamento, para saber se o concurso da ANS será autorizado mesmo este ano, Pansera foi enfático. "Pretendo não só fazer o requerimento, como pedir uma audiência para falar com o ministro do Planejamento".



Deputado federal Celso Pansera (PMDB), disse que vai lutar em prol do concurso da ANS


Na visão do parlamentar, "a falta de pessoal é um dos elementos que contribuem para a deficiência na fiscalização. O servidor concursado forma a memória dos serviços públicos. Quando não se tem servidor disponível, essa memória não existe, e os serviços sofrem por falta
de continuidade".

No seu ponto de vista, "a forte crise econômica que o país vive tem levado o governo a protelar a realização de concursos, e isso acaba gerando outros problemas, como a queda na qualidade dos serviços prestados e o aumento no custo desses serviços, exatamente pela falta de fiscalização. Portanto, a realização do concurso é muito importante", sentenciou.

Para que o concurso saia do papel, dois passos importantes precisam ser dados, para que a agência reguladora possa definir todos os detalhes da seleção. O primeiro deles é a aprovação do Projeto de Lei 6.244/2013, que entre outros assuntos visa a criar 241 vagas na ANS.

A previsão é que o concurso ANS 2017, incluído no Orçamento da União de 2017, vise ao provimento de 231 cargos. É que além dessas 214 vagas, a autarquia solicitou ainda mais 17 ao Ministério da Saúde, nas carreiras de analista e especialista, ambas exigindo graduação.

Hoje, a remuneração de um analista é de R$11.529,29 mensais, enquanto que o ganho vigente pago aos especialistas é de R$12.432. Nos dois casos, já estão somados os R$458 de auxílio-alimentação. Com sede no Rio de Janeiro, a ANS adota o regime estatuário de contratação, o que assegura a estabilidade empregatícia.

As demais unidades ficam em Belém, São Paulo, Ribeirão Preto/SP, Belo Horizonte, Fortaleza, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Porto Alegre, Recife e Salvador.

Os servidores da agência ganham ainda assistência pré-escolar, auxílio-transporte e ressarcimento à saúde, se o servidor tiver plano de saúde. Há também valorização profissional e acadêmica.

O último concurso da ANS para essas duas funções foi realizado em 2013, sob organização do Cebraspe (antigo Cespe/UnB), e a validade encerrou em 2015.

Houve, naquela época, provas objetivas, com 120 questões (sendo 60 de Conhecimentos Básicos e 60 de Conhecimentos Específicos), além de uma redação, que versou sobre Atualidades, e avaliação de títulos.

Os especialistas fizeram também um curso de formação. Na parte de múltipla escolha, houve questões em disciplinas como Língua Portuguesa e Inglesa, Raciocínio Lógico, Direito Constitucional, etc.


É necessário cadastrar seu e-mail abaixo para visualizar os arquivos e ter acesso completo ao conteúdo!

Cadastre eu e-mail para receber, atualizações, visualizar os arquivos e ter acesso completo ao conteúdo! 




Serviço:


Curso Grátis – Aqui
Apostila Grátis em PDF Aqui
Video Aulas Grátis – Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 Notícias maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários: